Ginástica para terceira idade: que tal mente ativa e corpo independente?

Por Monica Marques

Ginástica para terceira idade que tal mente ativa e corpo independente

Você sabia que a ginástica para terceira idade traz inúmeros benefícios à saúde além de retardar o processo de envelhecimento fisiológico e prolongar a vida útil ?

Alguns dos exercícios mais adequados para a terceira idade aliviam as dores da artrite, fortalecem os músculos e as articulações e evitam o aparecimento de lesões e de doenças crônicas como diabetes ou pressão alta, por exemplo. Veja quais são os melhores exercícios para a terceira idade!

Quais são os melhores exercícios para a terceira idade?

Escolher o exercício certo para as características do seu corpo é uma ótima alternativa para continuar (ou começar) a fazer atividades físicas, favorecendo a saúde e a qualidade de vida.

As atividades físicas devem ser praticados preferencialmente 3 vezes por semana, mas é bom ressaltar que os idosos devem buscar a orientação de um profissional de Educação Física, pois alguns exercícios podem ser contraindicados.

Confira algumas atividades para idosos:

1 – Alongamentos

Os alongamentos, além de melhorarem a flexibilidade e a circulação sanguínea, melhoram também a amplitude dos movimentos.Isso favorece a realização de atividades no dia a dia, como arrumar a casa, por exemplo.

Além disso, os exercícios de alongamento ajudam a diminuir a rigidez das articulações e dos músculos e a evitar o aparecimento de lesões.

aulas online ginástica para idosos

2 – Natação

Nadar faz bem porque queima calorias, trabalha intensamente o coração e pulmões e fortalece os músculos, além de diminuir o risco de doenças como diabetes ou hipertensão, por exemplo.

Outro ponto positivo da natação é que o contato com a água causa uma vasodilatação nas vias respiratórias, o que melhora instantaneamente a respiração dos idosos, diminuindo o problema da falta de ar.

3 – Andar de bicicleta

Andar de bicicleta também é uma boa opção de exercício para idosos porque ajuda a fortalecer as articulações, especialmente as dos joelhos, tornozelos e quadril, além de ajudar a fortalecer os músculos das pernas e abdômen.

Andar de bicicleta ajuda também a baixar a pressão arterial e a aliviar as dores provocadas pela artrite. Pedalar fortalece os músculos da perna e dos quadris. Esses músculos são importantes para a manutenção de uma rotina saudável do idoso.

4 – Hidroginástica

A hidroginástica é uma ótima opção de ginástica para idosos porque ajuda a fortalecer os músculos e articulações do corpo, sem que se provoque um grande impacto nas articulações.

Na hidroginástica, todos os músculos do corpo são exercitados e a água favorece o movimento das articulações, aliviando as dores e desenvolvendo a força e resistência do corpo. A hidroginástica também melhora o ritmo cardíaco e a saúde dos pulmões.

5 – Pilates

O Pilates aumenta a flexibilidade e a força, favorecendo a coordenação dos movimentos. Ajuda a melhorar a postura e a aliviar o estresse.

6 – Caminhada

As caminhadas fortalecem os músculos e as articulações e melhoram o ritmo cardíaco. Durante a caminhada, é importante manter as costas e os ombros eretos e usar tênis confortáveis, com amortecimento.

O idoso deve começar as caminhadas com trajetos curtos e ir aumentando a distância até fazer caminhadas, de 30 a 60 minutos, cerca de três vezes por semana. Antes e depois das caminhadas, é muito importante alongar para evitar lesões.

A caminhada é considerada o exercício mais prático de inserir na rotina. Além disso, quando caminhamos, temos que processar e adequar os movimentos do corpo a estímulos visuais, sonoros e tácteis, o que acaba melhorando nossa coordenação.

7 – Musculação

A musculação é um dos melhores exercícios para fortalecer os músculos e também melhora a circulação sanguínea. Outra vantagem é a possibilidade de focar em grupos musculares mais importantes.

8 – Yoga

O yoga alterna exercícios de força e de equilíbrio, ajudando a melhorar a postura, a estabilidade e flexibilidade do corpo, além de ajudar a alongar e tonificar os músculos e relaxar as articulações.

9 – Corrida

Correr traz muitos benefícios para o equilíbrio e para a respiração. É importante fazer trabalhos para aumentar a flexibilidade antes da corrida. Se as articulações não estiverem preparadas para uma atividade física que envolve impacto podem acontecer lesões.

academia sjc aula experimental

Benefícios da atividade física para idosos

Os benefícios da ginástica para idosos são vários. Descubra quais são os mais importantes:

Diminuição dos níveis de gordura corporal

O envelhecimento é acompanhado de uma diminuição gradual da massa muscular, mais conhecida como sarcopenia. A atividade física é uma excelente maneira de retardar a sarcopenia e melhorar o tônus muscular.

O exercício regular reduz a gordura corporal, aumenta a massa muscular e acelera o metabolismo.

Fortalecimento do coração

Quando os idosos fazem atividades físicas, seus músculos precisam de mais oxigênio para funcionar. Para cumprir com essa demanda, o coração precisa realizar um trabalho mais exigente. Os canais pelos quais o sangue passa já não estão mais tão livres, nem são tão funcionais quanto antes. Além disso, sua força para bombear e distribuir o oxigênio já não é mais tão grande.

Dessa forma, a atividade física permite aos adultos reduzir o risco de hipertensão e de doenças cardiovasculares, além de diminuir a dificuldade para respirar.

Paralelamente, o treinamento cardiovascular para idosos melhora o sistema imunológico e ajuda a combater doenças comuns, como um simples resfriado ou um estado gripal.

Melhoria da saúde mental

Saiba que o exercício é um intensificador natural do bom humor, pois o corpo libera endorfinas que fazem as pessoas se sentirem bem.

Por isso, recomenda-se a prática de exercício para idosos que lutam contra os efeitos psicológicos do envelhecimento. A atividade física melhora também o bem-estar emocional, a autoestima e qualidade de vida. Certamente, o esporte cria vínculos sociais e diminui o risco de depressão.

Ginástica para terceira idade e a redução do risco de desenvolver diversas doenças

A atividade física reduz o risco de desenvolver doenças graves. Por exemplo, o exercício ajuda pessoas com doenças como a demência e a doença de Parkinson, já que contribui para manter o equilíbrio e a coordenação, além de ampliar a independência funcional.

Gostou de saber sobre os benefícios da ginástica para terceira idade? E aí, escolheu qual atividade irá fazer? Venha falar com a gente!


Veja Também

Comente!