Exercício físico e saúde: entenda esse casamento perfeito

Por Monica Marques

Exercício físico e saúde: entenda esse casamento perfeito

Será que ainda tem gente que dúvida dos benefícios que os exercícios trazem à nossa saúde? A cada dia novos estudos comprovam essa eficiência e fica mais difícil separar essa dupla: exercício físico e saúde!

Muitas pessoas, no entanto, não conhecem a extensão da importância do exercício físico para o nosso bem-estar e, consequentemente, nossa qualidade de vida. Além da perda de peso e a prevenção de doenças, a prática chega a influenciar também questões como concentração, humor e qualidade do sono. Quer saber mais? Confira aqui!

Qual a importância do exercício físico para a nossa saúde?

Antes de falarmos sobre a importância do exercício físico para a saúde, vamos contar os problemas causados pela falta de exercícios, principalmente porque, no Brasil, o sedentarismo é um problema que vem assumindo grande importância.

As pesquisas mostram que a população atual gasta bem menos calorias por dia, do que gastava há 100 anos.

O Brasil é o quinto país mais sedentário do mundo, com 46% da sua população inativa. A consequência é o alto índice de doenças crônicas   como a obesidade, a hipertensão, o tabagismo, o diabetes e o colesterol alto.

O estilo de vida atual pode ser responsabilizado por 54% do risco de morte por infarto e por 50% do risco de morte por derrame cerebral, as principais causas de morte em nosso país. Só esses números já bastariam para vermos como o exercício físico é importante!

Quais são os benefícios da atividade física?

A Ciência já comprovou que praticar qualquer atividade física dá um ânimo quase instantâneo. A prática de exercícios físicos produz reações químicas capazes de deixar as pessoas mais felizes e, os benefícios se manifestam em quase todo nosso organismo.

Do ponto de vista músculo esquelético, auxilia na melhora da força e do tônus muscular.  O exercício aumenta a flexibilidade, fortalece os ossos e as articulações.

Nas crianças, a atividade física ajuda no desenvolvimento das habilidades psicomotoras.

Com relação à saúde física, perdemos peso e porcentagem de gordura corporal. Os exercícios físicos auxiliam na redução da pressão arterial em repouso, na melhora do diabetes, na diminuição do colesterol total e aumento do HDL-colesterol (o “colesterol bom”).

Todos esses benefícios da atividade física auxiliam na prevenção e no controle de doenças, sendo importantes para a redução da mortalidade associada a elas.

Só para se ter uma ideia, na pessoa que deixa de ser sedentária e passa a ser um pouco mais ativa diminui o risco de morte por doenças do coração em 40%!

Isso mostra que uma pequena mudança nos hábitos de vida é capaz de provocar uma grande melhora na saúde e na qualidade de vida. Dessa forma, não temos mais uma dupla, e sim um trio: exercício físico, saúde e qualidade de vida!

Já no campo da saúde mental, a prática de exercícios melhora o fluxo de sangue para o cérebro. Também ajuda na capacidade de lidar com problemas e com o estresse. Além disso, auxilia na manutenção da abstinência de drogas e na recuperação da auto-estima. Há redução da ansiedade e do estresse, ajudando no tratamento da depressão.

A atividade física pode também exercer efeitos no convívio social do indivíduo, tanto no ambiente de trabalho quanto no familiar.

Até aqui, acho que já deu pra você perceber que atividade física e saúde realmente andam juntas!

Os estudos também comprovaram que não é necessária a prática intensa de atividade física para que se garanta os benefícios dos exercícios físicos para saúde.

O mínimo de atividade física necessária para que se alcance esse objetivo é de mais ou menos 200Kcal/dia. Portanto, você não tem mais desculpas para não praticar atividades físicas!

Exercício físico e saúde

Como escolher a atividade física adequada?

A escolha é feita individualmente, levando-se em conta os seguintes fatores:

Preferência pessoal: o benefício da atividade só é conseguido com a prática regular da mesma, e a continuidade depende do prazer que a pessoa sente em realizá-la. Assim, não adianta indicar uma atividade que a pessoa não se sinta bem praticando.

Aptidão necessária: algumas atividades dependem de habilidades específicas. Para conseguir realizar atividades mais exigentes, a pessoa deve seguir um programa de condicionamento gradual, começando pelas atividades mais leves.

Risco associado à atividade: alguns tipos de exercícios podem associar-se a alguns tipos de lesão, em determinados indivíduos que já são predispostos.

Atividade física para crianças e jovens

Você pode estar se perguntando, quais os benefícios do exercício físico para a saúde na infância e na adolescência?

Pois bem, para crianças e jovens, além de ser importante na aquisição de habilidades psicomotoras, a atividade física é importante para o desenvolvimento intelectual, favorecendo um melhor desempenho escolar e também melhor convívio social.

A prática regular de exercícios pode funcionar como uma via de escape para a energia “extra normal” das crianças, ou seja, sua hiperatividade.

Exercício físico e saúde: mãe e filho

Atividade física para idosos

A falta de aptidão física e a capacidade funcional baixa são algumas das principais causas de baixa qualidade de vida nos idosos.

Com o avanço da idade, há uma redução da capacidade cardiovascular, da massa muscular, da força e flexibilidade musculares, sendo que esses efeitos são exacerbados pela falta de exercício.

Já está mais do que comprovada a relação entre exercício físico e saúde para os idosos. A atividade física regular promove mudanças corporais, melhora a auto estima, a autoconfiança e a afetividade, aumentando a socialização. Exercício físico e saúde mental também andam juntos!

Antes do início da prática de exercícios, o idoso deve passar por uma avaliação médica cuidadosa e realização de exames. Isso permitirá ao médico indicar a melhor atividade, que pode incluir: caminhada, exercício em bicicleta ergométrica, ginástica para idosos, natação, hidroginástica e musculação.

Exercício físico e saúde: entenda

Atividade física durante a gestação

As atividades físicas para gestantes facilitam a adequação às alterações que ocorrem nesse período. Uma melhor capacidade cardiorrespiratória também facilita a realização das atividades domésticas; uma melhoria das condições musculares e esqueléticas ajuda na adaptação às mudanças posturais e no trabalho de parto.

Além disso, é de extrema importância para a auto estima, sem falar na convivência com outras gestantes e os sentimentos de segurança e de felicidade.

Os exercícios de ginástica garantem fortalecimento muscular, protegendo as articulações e reduzindo o risco de lesões. Ajudam também na oxigenação das células, na circulação do sangue e no controle da respiração.

Já os exercícios desenvolvidos na água favorecem a mobilidade, melhoram a circulação de sangue nas pernas e diminuem o inchaço dos pés e mãos. Por isso, uma das atividades mais recomendadas às mulheres grávidas é a hidroginástica para gestante.

Exercício físico e saúde: grávida

Mas também são indicadas:

Caminhada: é muito bom para a preparação para o parto, já que melhora a capacidade cardiorrespiratória. O ideal é caminhar 3 vezes por semana, cerca de 30 minutos.

Alongamento: ajuda a manter a musculatura relaxada.

Agora você já sabe porque o exercício físico é importante para a saúde, mas outro ponto importante, que não deve ser esquecido, é a adoção de uma alimentação saudável, rica em frutas, legumes, verduras e fibras. Prefira o consumo de carnes grelhadas ou preparadas com pouca gordura.

Evite também o consumo excessivo de doces, comidas congeladas e os famosos lanches de “fast-foods”. E lembre-se: beba muito líquido (de preferência água e sucos naturais).

O exercício físico regular é o melhor investimento que fazemos em nosso futuro. Procure formas de se manter ativo no seu dia-a-dia, como subir escadas, sair para dançar, praticar atividades como jardinagem, lavagem do carro, passeios no parque. A palavra de ordem é movimente-se!

 

Veja Também

1 comentário

Wallison Ferreira 19/05/2020 - 23:07

Ótimo post!!!Não somente pessoas fora do peso, mas mesmo pessoas consideradas “magrinhas” necessitam de alguma atividade física pra manter boa circulação e coração saudável, pois não é só na aparência que se mede a saúde.Alimentação saudável e atividade física são quase que sinônimo de saúde.

Responder

Comente!